[Francisco Souza] FISL 12: eu fui, e foi foda!

Certa vez li em algum lugar que o primeiro FISL nunca se esquece, e começo a acredita que seja verdade. Além da agradável temperatura abaixo de 10 graus em Porto Alegre, o evento foi uma oportunidade incrível de conhecer algumas figurinhas da comunidade e muito aprendizado.

Participei apenas de dois dias do evento. Na sexta-feira, apresentei junto com o Andrews Medina a palestra “Testando interfaces web com Splinter” e gastei um tempinho no stand da Globo.com, onde também apresentei o django-htmlmin, na sessão de lighting talks da comunidade Python Brasil (você pode ver os slides aqui).

Lighting talk da comunidade Python Brasil no stand da Globo.com

No sábado eu e o Andrews fomos convidados pelo Igor Macaubas para falar rapidamente sobre o Splinter na palestra “Por que amamos open source na Globo.com”. O Igor mandou muito bem na palestra, e a galera pode ver um pouco do que consumimos e produzimos de open source dentro e fora da Globo.com.

Andrews Medina, Francisco Souza e Igor Macaúbas no FISL 12

Como não deveria deixar de ser, o networking do evento foi excelente. Eu esperava bem menos do FISL, principalmente no quesito técnico, e fiquei totalmente impressionado com o evento. Após altos papos e um excelente churrasco na casa do Xiru, estou pensando seriamente em desistir de não ir à Python Brasil esse ano :) Aliás, se você pode ir ao evento, não perca!

No mais, é isso! Fica agora a vontade de querer estar no FISL no ano que vem, agitando a comunidade e comendo muito churrasco!