Posts de December, 2009

[Rafael Biriba] Feliz ano novo com javascript !

Thursday, December 24th, 2009

natal-16Primeiramente, gostaria de desejar a todos os leitores e amigos que acompanham meu blog:

Um feliz natal e um próspero ano novo !

Entrando nesse ritmo de natal e ano novo, desenvolvi um pequeno código em javascript para desejar feliz natal e ano novo para os leitores do meu blog.

O código está realmente simples, e pode ser alterado e utilizado aonde quiser… Só não esqueça de deixar sua opnião nos comentários abaixo!

O script funciona da seguinte maneira:
3 variáveis são definidas no inicio:
Data atual (var agora).
Data do ano novo (var anoNovo).
Data máxima de exibição (var anoNovoMax).

O alert com a mensagem será exibida enquanto a data atual estiver dentro do intervalo das outras 2 datas.

Abaixo segue o código:

<script language="JavaScript">
var agora = new Date();
var anoNovo = new Date(2010, 0, 1, 0, 0, 0, 0);
var anoNovoMax = new Date(2010, 0, 1, 23, 59, 59, 0);
if(agora >= anoNovo && agora<anoNovoMax)
{
alert("Feliz ano novo !");
}
</script>

Para implementar no wordpress, é bem simples:
Adicione um Widget de texto em seu wordpress, e sem atribuir um titulo, insira o codigo javascript diretamente no campo de baixo “descrição”. Fazendo isso, o widget não ficará visível, mas o código vai funcionar… :)

Para implementar em seu site:
Basta inserir o javascript em sua página.

Dica:
Como o javascript pega a data da máquina do cliente, você corre o risco de pegar a data errada.  Uma solução seria usar o PHP para definir a data, ou seja,  seria a data atual seu servidor. Exemplo:

var agora = new Date(<?php echo date("Y, m, d, H, i, s"); ?>);

Então é isso… Façam bom proveito !

Aqui no blog, já está implementado as mensagens de Feliz Natal e Feliz Ano Novo… Serão exibidas durante todo o dia 25 e 01, respectivamente ! Visitem o Blog e confiram ! ;)

 


Leia também:

[Rafael Biriba] Pesquisa científica: Segurança Digital

Wednesday, December 16th, 2009

digital_security2 Essa semana estive organizando alguns arquivos antigos que estavam espalhados no HD, e encontrei esse trabalho que fiz no primeiro período da faculdade (IST-RIO - Tecnologia em análise de sistemas).

Com o auxílio de alguns colegas (Alan Ribeiro, Lincon Loyo, Rafael Lopes), desenvolvemos a pesquisa sobre Segurança Digital, um tema relativamente importante nos dias atuais.

Confira o resumo do trabalho:

Atualmente,  sistemas  digitais  são  utilizados  a  todo  tempo,  entretanto,  o desconhecimento  na  sua  utilização,  põe  em  risco  a  proteção  dos  dados  do  usuário contidos nele.  Devido aos perigos existentes nesses sistemas, a falta de conhecimento facilita a ação não autorizada desses programas e agentes maliciosos.

A  pesquisa  busca  analisar  os  perigos,  conscientizando  os  usuários  e apresentando soluções possíveis de prevenção e remoção dos agente maliciosos, para evitar as armadilhas existentes, como fraudes e roubos de informações.

Através  de  questionários  aplicados  a  profissionais  de  diversas  áreas,  foram analisadas informações de como está sendo realizada tal proteção do sistema e o nível de conhecimento de seus operadores, apresentando gráficos e explicações para cada análise feita.

Após a análise desses dados, os  resultados apontam para o desconhecimento dos  usuários  ao  operar  o  sistema  digital,  onde  programas  básicos  de  proteção  e correção não são utilizados pelos mesmos.

Dessa  forma,  o  trabalho  também  traz  recomendações  indispensáveis  para qualquer pessoa com interesse na contenção desses males.

O trabalho completo pode ser acessado pelos links abaixo:

Versão em PDF: http://www.slideshare.net/rafaelbiriba/faculdade-trabalho-sobre-seguranca-digital

Versão em Slides (Apresentação): http://www.slideshare.net/rafaelbiriba/faculdade-trabalho-sobre-seguranca-digital-verso-em-slides-2725726

 

 


Leia também:

[Andrews Medina] Testando aplicações django com nose-django.

Tuesday, December 8th, 2009

O nose-django é um plugin para o nose com o objetivo rodar testes de aplicações Django.

Com ele é possível criar testes em uma estrutura de arquivos menos engessada que a estrutura imposta pelo Django, sem perder as funcionalidades de testes do framework como fixtures, client e etc.

Outra vantagem do nose-django é a possibilidade de utilizá-lo em conjunto com outros plugins para o nose como o coverage por exemplo.

Mais informações sobre o projeto: http://www.assembla.com/spaces/nosedjango

[Guilherme Cirne] Lei de Demeter e Ruby

Tuesday, December 8th, 2009

Na semana passada tivemos uma discussão bem interessante na Globo.com sobre Lei de Demeter e ruby. Basicamente a questão era: faz sentido se aplicar a Lei de Demeter quando se está usando uma linguagem dinâmica como ruby?

(Para entender o que é a Lei de Demeter, vale a leitura do artigo na Wikipedia).

Ao seguir a lei de Demeter o código escrito tende a ter um acoplamento mais baixo e, portanto, é mais fácil de manter e evoluir. Por outro lado, quando a lei é violada, o acoplamento aumenta. Isso independe se a linguagem utilizada é dinâmica ou não. Ao enviar uma mensagem para um colaborador do colaborador você está aumentando o acomplamento.

Na minha opinião, a questão correta para se discutir é somente: faz sentido aplicar a Lei de Demeter? E, nesse caso, a resposta é a já manjada “depende”.

Assim, sem nenhum contexto, aplicar Demeter faz sentido. Acoplamento baixo é algo desejável. Mas, dependendo do caso, o custo de aplicar a lei pode não compensar. Por exemplo, se o modelo de domínio é muito simples, com pouquíssimas regras de negócio, podemos ser mais pragmáticos, não aplicando a lei, sem que isso tenha maiores consequências.

Como quase tudo que fazemos no nosso dia a dia, trata-se de uma questão de entender o conceito e pesar seus prós e contras dentro de um contexto para então decidir o que fazer.

[Guilherme Cirne] Lei de Demeter e Ruby

Tuesday, December 8th, 2009

Na semana passada tivemos uma discussão bem interessante na Globo.com sobre Lei de Demeter e ruby. Basicamente a questão era: faz sentido se aplicar a Lei de Demeter quando se está usando uma linguagem dinâmica como ruby?

(Para entender o que é a Lei de Demeter, vale a leitura do artigo na Wikipedia).

Ao seguir a lei de Demeter o código escrito tende a ter um acoplamento mais baixo e, portanto, é mais fácil de manter e evoluir. Por outro lado, quando a lei é violada, o acoplamento aumenta. Isso independe se a linguagem utilizada é dinâmica ou não. Ao enviar uma mensagem para um colaborador do colaborador você está aumentando o acomplamento.

Na minha opinião, a questão correta para se discutir é somente: faz sentido aplicar a Lei de Demeter? E, nesse caso, a resposta é a já manjada “depende”.

Assim, sem nenhum contexto, aplicar Demeter faz sentido. Acoplamento baixo é algo desejável. Mas, dependendo do caso, o custo de aplicar a lei pode não compensar. Por exemplo, se o modelo de domínio é muito simples, com pouquíssimas regras de negócio, podemos ser mais pragmáticos, não aplicando a lei, sem que isso tenha maiores consequências.

Como quase tudo que fazemos no nosso dia a dia, trata-se de uma questão de entender o conceito e pesar seus prós e contras dentro de um contexto para então decidir o que fazer.

[Danilo Bardusco] SCRUM: Na prática o que importa são os valores.

Wednesday, December 2nd, 2009

No dia 30/11/2009 aconteceu em Recife, mais um evento do Spin, com organização da Teresa Maciel, para falar de desenvolvimento ágil de software. O tema desse ano foi “Agilidade na Prática”.

Apesar de eu ter sido convidado para apresentar o case da Globo.com mais uma vez, quando vi o tema do evento, resolvi falar de algo que me preocupa muito ultimamente: A adoção do SCRUM pelo mainstream sem muita preocupação com os princípios e valores que estão por traz das práticas muito simples de serem explicadas e compreendidas.

O SCRUM pode ser facilmente explicado para um leigo no assunto com menos de 2 minutos e 2 ou 3 diagramas. Porém implementar o SCRUM e ter o time no que Jeff Sutherland chama de “Estado de Hiperprodutividade” é uma tarefa muito complexa.

Numa escala de complexidade que vai do simplório, passando pelo complexo, para chegar ao simples, eu classifico o SCRUM como um framework “simples”.
Além de toda a teoria da produção puxada, teoria das restrições, lean, PDCA, teoria dos sistemas adaptativos complexos e do paper de Nonaka e Takeuchi, por trás dessa simplicidade do modelo, o SCRUM engloba 38 patterns organizacionais de 60 que foram constatados pela equipe de Pesquisas da Bell Labs nos EUA, durante a ultima década do ultimo século, em projetos de dúzias de empresas ao redor do mundo que tiveram sucesso fora do comum.

Quer saber mais? assista ao vídeo da minha apresentação e veja os slides abaixo.

Aqui vc encontra um pouco da história de como esses patterns foram estudados através de 120 retrospectivas e aqui vc pode ver os 38 patterns, sem os quais provavelmente, o SCRUM não tem chance de funcionar.

Agradecimento especial para a Teresa Maciel, pelo convite e pela organização do evento e a Ana Rouiller e companhia pela receptividade e hospitalidade de sempre.

[Rafael Biriba] Travian 3.6: Nova versão veio para assustar

Tuesday, December 1st, 2009

 

Travian: http://www.travian.com.br/

Travian: http://www.travian.com.br/

Hoje (01/12/2009), foram implementados nos servidores brasileiros uma nova versão do travian, a 3.6.

O problema, é que na nova versão, traz muitos benefícios para quem joga comprando GOLD. Para os jogadores mais nobres, será um desafio ainda maior sobreviver no jogo. Por sorte, temos o greasemonkey e seus scripts para nos salvar! (Sendo alguns deles, já inoperantes por causa da versão nova)

Todos sabem que o Travian durante muito tempo, vem tentando combater os scripts “ilegais” que utilizamos para facilitar o jogo. Porém, esta nova versão trouxe funcionalidades bem semelhantes a dos scripts, dentre elas:

travian-ouroclube

Ouro Clube (Custo: 100 de ouro)

Custando uma média de R$ 11,49 (Pacote com 100 de ouro), dura o jogo inteiro. Alem de pagar tudo isso de gold, nem todas as suas funções são liberadas. Comprando esse pacote, você tem acesso as funções gratuitas como:

  • Mercadores fazem 3 trocas, se for selecionada essa opção.
  • Lista de Farms - lista configurável de maneira a facilitar os ataques aos farms.
  • Encontrar campos de 9/15 campos de cereal (Crop Finder) - possibilidade de procurar aldeias ocupadas ou livres com campos de 9/15 de cereais
  • Estatísticas de farming - estatísticas de farming onde podemos ver a eficácia dos ataques contra determinada aldeia.

Agora as funções que estão dentro do ouro clube, mas que você deve pagar para usar:

  • Possibilidade de mandar as tropas em regresso, regressarem imediatamente (e regressam instantaneamente à tua aldeia): custa 3 ouro (apenas NOVOS servidores). Isto afecta apenas tropas a regressar e apenas se não existir nenhuma catapulta ou chefes dentro dessas tropas. Estes não podem ser chamados imediatamente.
  • Mestre de Construção: coloca 3 construções em fila de espera, quando não têm recursos suficientes, de modo a fazê-las, automaticamente, mal tenha os recursos necessários: custa 1 ouro por cada construção.
  • Esconder as tropas na floresta quando vais ser atacado (abandonam a aldeia no momento do ataque e regressam 180 segundos depois): 2 de ouro cada vez que as tropas fugirem.
  • O jogador pode limitar o total de vezes que deseja que isto aconteça individualmente para cada aldeia. (as tropas têm de estar na aldeia pelo menos 10 segundos, excepto se o regresso das tropas tenha sido efectuado usando esta opção).
  • Definir rotas comerciais automáticas entre as tuas aldeias, envios de recursos automáticos durante 7 dias: 2 ouro.

Não sei se vocês repararam, mas todas as funções acima, tanto grátis ou pagas, utilizamos a muito tempo com os scripts no greasemonkey ;)

Continuando, a versão 3.6 ainda trouxe outras modificações:

  • Ponto de Encontro Militar: apenas 5 movimentos de tropa (ataques, assaltos e reforços da própria aldeia) por cada nível
  • Novos icones em relatórios para facilmente identificarem ataques sem perdas, com perdas, trocas comerciais, etc
  • Fila de espera no ferreiro e fábrica de armaduras
  • Recursos suficientes em…. e “capacidade” após assaltos mostrada sem Plus (tal como para a academia, ferreiro e fábrica de armaduras)
  • Link directo para NPC
  • Link direto para construir e pesquisar imediatamente (Cuidado para não gastar seu gold sem querer !)
  • Bónus de 10% ataque e 10% defesa removidos (apenas em NOVOS servidores)
  • ContaPlus reduzida de 15 para 10 ouro (apenas em NOVOS servidores)
  • Novos gráficos para Artefactos e campos de recursos
  • A vista de aldeias e links das preferências pode ser agora “escondido”, fechado;

Funções da conta plus, que agora são gratuitas:

  • “Recursos suficientes em…” exibido (o mesmo acontece para pesquisas na Academia, Ferreiro e Fábrica de Armaduras);
  • Capacidade após os assaltos;
  • Simulador de combate com todas as vantagens;
  • Muro/paliçada/muralha e Ponto de Encontro Militar podem ser construídos em qualquer área, pois serão movidos para a respectiva área.

Funcionalidade do PLUS:

  • Preço passa de 15 para 10 (NOVOS servidores)
  • Fila de espera no ferreiro e fábrica de armaduras
  • Bónus de 10% ataque e 10% defesa removidos (apenas em NOVOS servidores)

Alguém reparou que o travian está extremamente comercial ? Funcionalidades excelentes para que tem GOLD sobrando nas contas!

Como vou fazer um ataque devastador na aldeia de alguém, se ele pode esconder todas as suas tropas na floresta por apenas 2 de gold ? Você pode esquivar de todos meus ataques, sem perder nada com isso!

Vamos ficar atentos por novas informações, já que a versão 3.6 foi implementada, e no site do travian brasileiro (www.travian.com.br) não fala nada a respeito disso!

Boa sorte a todos nesse novo desafio! Lembrando que alguns scripts (greasemonkey) estão se comportando de maneira inesperada.


Leia também: