[Emerson Macedo] Melhoria Contínua começa em nós

Nos últimos tempos tenho me interessado bastante sobre alguns pontos que considero fundamentais em agilidade e sustentabilidade de um projeto e/ou de uma empresa. Um desses pontos, acredito que seja a melhoria contínua (e.g. kaizen e hansei). Muitas empresas tem buscado isso de diversas formas (muito interessantes por sinal), mas eu acredito fortemente que a melhoria contínua começa em nós, profissionais da área em questão. Sem que nós estejamos comprometidos em melhorar continuamente como profissionais e como pessoas,  melhoria contínua (e.g.  kaizen e hansei) pode acabar se tornando uma espécie de utopia, pois se as pessoas não melhoram, não tem como a empresa melhorar.

Sobre a melhoria contínua, vou focar aqui nos aspectos (1) errar e (2) compromisso com a mudança.

Errartela_azul

O erro sempre foi um tabu nas empresas. Errar sempre foi considerado sinônimo de fraqueza ou incapacidade. No modelo que estavamos acostumado a trabalhar, erros geralmente eram punidos com severas advertências, demissões e/ou humilhações. No modelo em que estamos tentando trabalhar, os erros devem ser vistos como oportunidade para crescermos e melhorarmos como indivíduo e como profissional. Dessa forma, errar faz parte do processo, já que inevitavelmente erraremos algumas vezes ao longo da jornada.

Compromisso com a mudança

Quando pensamos em compromisso com a mudança no nível da empresa, talvez seja mais fácil, mas quando pensamos para o nível pessoal, complica um pouco. Mudar manias, paradigmas pessoais e outras coisas mais, geralmente é um processo bemmmm complicado. Porém, essa é a oportunidade que temos para aplicar na prática o que aprendemos com os nossos erros.

O compromisso em melhorar é fundamental para que haja resultados práticos. Errar e não melhorar, repetindo os mesmos erros, faz com que de nada tenha servido a oportunidade de reflexão.

Nosso papel quando os outros erram

Quando um colega seu errar, ajude. Criticar, humilhar, querer ver o mau dessa pessoa, de nada ajudará. Isso só fará com que você esteja piorando como profissional e como pessoa. Se for possível, ajude, se não for, torça para que essa pessoa consiga usar seu erro como uma oportunidade de melhoria. E não se esqueça: você também erra e vai continuar errando.

Testemunho pessoal

Recentemente, tive a infelicidade de cometer um erro. Foi um pequeno erro, mas que aconteceu e então isso me entristeceu bastante. No momento em que percebi essa falha, tratei de resolver o que precisava ser resolvido de forma mais urgente e deixei a reflexão para o primeiro momento oportuno.

Passado pouquíssimos dias, fiz uma profunda reflexão sobre a falha para que ela não viesse a ocorrer novamente. Dessa forma, além de melhorar como pessoa, acredito ter melhorado como profissional.

Talvez você pense: mas assumir assim um erro? Não tem vergonha disso não?

Digo com toda naturalidade: NÃO!!!

Quem erra é porque está evoluindo, quem erra é porque tenta alguma coisa, quem erra é porque pensa, quem erra é porque raciocina … quem erra, é porque está vivo. A diferença está em aproveitar isso como oportunidade.

Conclusão

Eu erro, você erra. Logo, nós erramos. Portanto, a melhoria contínua começa em nós!!!

Referências:

[1] http://visaoagil.wordpress.com/2009/01/06/melhoria-continua-e-efetiva-atraves-do-hansei-e-kaizen/

[2] http://www.slideshare.net/Comunidade_Lean_Thinking/melhoria-contnua

[3] http://en.wikipedia.org/wiki/5_Whys

[4] http://pt.wikipedia.org/wiki/Kaizen

[5] http://en.wikipedia.org/wiki/Hansei