Posts de January, 2008

[Evandro Flores] Boris Gloger visita a Globo.com

Thursday, January 31st, 2008

No fim do ano passado tivemos aqui na Globo.com o treinamento para certificação ScrumMaster com o Boris Gloger, um dos Papas do assunto. O treinamento foi excelente e gerou uma revolução na nossa maneira de pensar. Mas o propósito do treinamento foi formar Scrum Masters, e um pensamento veio em seguida: não seria muito interessante treinarmos também nossos Product Owners? E foi essa a missão do Boris nos últimos dias aqui no Brasil. Treinar nossos Product Owners e nos ensinar a replicar o conhecimento de Scrum com o restante do Time.

Mas a motivação para criar esse post não foi exatamente falar dos treinamentos, e sim da “visita do Papa” a Globo.com. É isso mesmo. Recebi uma ligação do Danilo Bardusco dizendo que o Boris estaria na Globo.com em 15 minutos. Meu primeiro pensamento foi correr para o whiteboard e ver o eu poderia fazer para não “passar vergonha”, afinal, não é todo dia que o Papa vem a sua “casa”. Bom, não tinha muito o que fazer, na verdade não tinha nada o que fazer. Melhor, porque posso ver o que estou fazendo errado e ajustar, afinal isso é Scrum, ajustar a cada momento.

Assim que ele chegou, tirou sua câmera da bolsa e fez uma foto do nosso humilde whiteboard (xiii agora está registrado!).

Durante seu “passeio” aos projetos, ele pode fazer algumas observações (positivas e negativas) a respeito de nossos Sprints e BurnDowns, tudo o que podia ser visto e merecia algum comentário.

Além disso, tivemos a oportunidade de tirar algumas dúvidas ligadas diretamente ao Sprint que estamos trabalhando.

Enfim, além de uma boa surpresa, foi uma oportunidade única.

(outras fotos aqui)

[Evandro Flores] Boris Gloger visita a Globo.com

Thursday, January 31st, 2008

No fim do ano passado tivemos aqui na Globo.com o treinamento para certificação ScrumMaster com o Boris Gloger, um dos Papas do assunto. O treinamento foi excelente e gerou uma revolução na nossa maneira de pensar. Mas o propósito do treinamento foi formar Scrum Masters, e um pensamento veio em seguida: não seria muito interessante treinarmos também nossos Product Owners? E foi essa a missão do Boris nos últimos dias aqui no Brasil. Treinar nossos Product Owners e nos ensinar a replicar o conhecimento de Scrum com o restante do Time.

Mas a motivação para criar esse post não foi exatamente falar dos treinamentos, e sim da “visita do Papa” a Globo.com. É isso mesmo. Recebi uma ligação do Danilo Bardusco dizendo que o Boris estaria na Globo.com em 15 minutos. Meu primeiro pensamento foi correr para o whiteboard e ver o eu poderia fazer para não “passar vergonha”, afinal, não é todo dia que o Papa vem a sua “casa”. Bom, não tinha muito o que fazer, na verdade não tinha nada o que fazer. Melhor, porque posso ver o que estou fazendo errado e ajustar, afinal isso é Scrum, ajustar a cada momento.

Assim que ele chegou, tirou sua câmera da bolsa e fez uma foto do nosso humilde whiteboard (xiii agora está registrado!).

Durante seu “passeio” aos projetos, ele pode fazer algumas observações (positivas e negativas) a respeito de nossos Sprints e BurnDowns, tudo o que podia ser visto e merecia algum comentário.

Além disso, tivemos a oportunidade de tirar algumas dúvidas ligadas diretamente ao Sprint que estamos trabalhando.

Enfim, além de uma boa surpresa, foi uma oportunidade única.

(outras fotos aqui)

[Bruno Mentges de Carvalho] Globo Vídeos agora com a opção “tela cheia” !

Thursday, January 31st, 2008

É galera, saiu. O Globo Vídeos agora tem a opção tela cheia. O post do Guilherme Chapiewski, nosso líder técnico, detalha todas as motivações que nos levaram a ficar pelo menos 40 dias sem a funcionalidade tela cheia.

Aos que sentiram falta da funcionalidade, ela já está no ar. Aproveitem.

Mais uma vez nossa equipe ninja conseguiu entregar tudo com qualidade e dentro do prazo ! Viva o Scrum !

[Evandro Flores] Scrum um caminho sem volta

Wednesday, January 30th, 2008

Eu tenho falado bastante de Scrum nos últimos tempos com alguns amigos fora da empresa, além de viver um bocado disso todo dia na Globo.com, então resolvi criar esse post para dar uma introdução ao Scrum, para aqueles que ainda não ouviram falar.

Scrum é uma metodologia ágil para gerenciamento de projetos, criada por Ken Schwaber, Jeff Sutherland e Mike Beedle na década de 90, baseada no Pensamento Lean (Lean Thinking), que segue algumas regras bastante simples:

Existem três papeis dentro do Scrum:

Product Owner – Representa os clientes do projeto. Sua visão é de negócio e deve mostrar essa visão ao Time. Ele é responsável em manter o Product Backlog e priorizá-lo baseado no valor de negócio.

Time – O Time é multidisciplinar e deve ter o conhecimento necessário para trabalhar no projeto em questão. Ele deve entender a visão do Product Owner para desenvolver incrementos para o projeto a cada Sprint de acordo com as prioridades definidas pelo Product Owner.

Scrum Master – É o facilitador do Time. Sua responsabilidade é resolver qualquer impedimento que o Time esteja enfrentando. Ele protege o time e trabalha com o Product Owner para maximizar o retorno de investimento. Ele cuida para que os ideais do desenvolvimento ágil sejam respeitados por todos.

Artefatos do Scrum:

Product Backlog – É uma lista de todos os requisitos ordenados pelo valor de negócio. A prioridade de um ítem no backlog pode mudar, requisitos podem ser adicionados ou removidos.

Selected Product Backlog - É o resultado do Sprint Planning. Define o que o Time aceitou durante o planejamento. Não pode ser modificado durante todo o Sprint.

Sprint Backlog – É a lista tarefas que o time define para cada História. Será utilizada para que o Time saiba o que será feito durante cada Daily Meeting.

Impediment Backlog - É a lista com todos os problemas the atrapalham o time a progredir. Pode ser dividida em duas listas, Team Impediment, que são os impedimentos que podem ser resolvidos pelo próprio time e Organization Impediment, aonde o time não pode resolver.

Dia-a-dia do Scrum:

Inicialmente fixa-se o tempo de cada Sprint, que no meu caso é de 15 dias, esse período é chamado Sprint.
No início de cada Sprint, realizamos o Sprint Planning 1. Trata-se de uma reunião para definir quais dos ítens do Product Backlog deverão ser implementados. A partir dessa reunião teremos o Selected Product Backlog, nesse ponto faremos uma nova reunião somente o Time e o Scrum Master para que o Time defina em tarefas o que é necessário para fazer cada história e a partir disso teremos o Sprint Backlog.

Todos os dias do Sprint o Time faz uma reunião de 15 minutos em um horário pré estabelecido e no mesmo local (Daily Meeting), aonde cada membro do time responderá tres perguntas.

O que eu fiz ontem?
O que eu vou fazer hoje?
Quais impedimentos estou enfrentando?

Ao fim do Sprint realizamos o Review e a Retrospective.
No Review o time demonstra ao Product Owner cada ítem do backlog. Caso algum ítem precise de alguma modificação, uma nova história deverá ser adicionada ao Product Backlog, da mesma forma novas idéias.

Na Retrospectiva o time identifica o que foi bom no Sprint e o que pode ser melhorado.

scrum flow

[Evandro Flores] Scrum um caminho sem volta

Wednesday, January 30th, 2008

Eu tenho falado bastante de Scrum nos últimos tempos com alguns amigos fora da empresa, além de viver um bocado disso todo dia na Globo.com, então resolvi criar esse post para dar uma introdução ao Scrum, para aqueles que ainda não ouviram falar.

Scrum é uma metodologia ágil para gerenciamento de projetos, criada por Ken Schwaber, Jeff Sutherland e Mike Beedle na década de 90, baseada no Pensamento Lean (Lean Thinking), que segue algumas regras bastante simples:

Existem três papeis dentro do Scrum:

Product Owner - Representa os clientes do projeto. Sua visão é de negócio e deve mostrar essa visão ao Time. Ele é responsável em manter o Product Backlog e priorizá-lo baseado no valor de negócio.

Time - O Time é multidisciplinar e deve ter o conhecimento necessário para trabalhar no projeto em questão. Ele deve entender a visão do Product Owner para desenvolver incrementos para o projeto a cada Sprint de acordo com as prioridades definidas pelo Product Owner.

Scrum Master - É o facilitador do Time. Sua responsabilidade é resolver qualquer impedimento que o Time esteja enfrentando. Ele protege o time e trabalha com o Product Owner para maximizar o retorno de investimento. Ele cuida para que os ideais do desenvolvimento ágil sejam respeitados por todos.

Artefatos do Scrum:

Product Backlog - É uma lista de todos os requisitos ordenados pelo valor de negócio. A prioridade de um ítem no backlog pode mudar, requisitos podem ser adicionados ou removidos.

Selected Product Backlog - É o resultado do Sprint Planning. Define o que o Time aceitou durante o planejamento. Não pode ser modificado durante todo o Sprint.

Sprint Backlog - É a lista tarefas que o time define para cada História. Será utilizada para que o Time saiba o que será feito durante cada Daily Meeting.

Impediment Backlog - É a lista com todos os problemas the atrapalham o time a progredir. Pode ser dividida em duas listas, Team Impediment, que são os impedimentos que podem ser resolvidos pelo próprio time e Organization Impediment, aonde o time não pode resolver.

Dia-a-dia do Scrum:

Inicialmente fixa-se o tempo de cada Sprint, que no meu caso é de 15 dias, esse período é chamado Sprint.
No início de cada Sprint, realizamos o Sprint Planning 1. Trata-se de uma reunião para definir quais dos ítens do Product Backlog deverão ser implementados. A partir dessa reunião teremos o Selected Product Backlog, nesse ponto faremos uma nova reunião somente o Time e o Scrum Master para que o Time defina em tarefas o que é necessário para fazer cada história e a partir disso teremos o Sprint Backlog.

Todos os dias do Sprint o Time faz uma reunião de 15 minutos em um horário pré estabelecido e no mesmo local (Daily Meeting), aonde cada membro do time responderá tres perguntas.

O que eu fiz ontem?
O que eu vou fazer hoje?
Quais impedimentos estou enfrentando?

Ao fim do Sprint realizamos o Review e a Retrospective.
No Review o time demonstra ao Product Owner cada ítem do backlog. Caso algum ítem precise de alguma modificação, uma nova história deverá ser adicionada ao Product Backlog, da mesma forma novas idéias.

Na Retrospectiva o time identifica o que foi bom no Sprint e o que pode ser melhorado.

scrum flow

[Evandro Flores] Finalmente meu blog…

Saturday, January 26th, 2008

Numa conversa de bar, depois de algumas discussões filosóficas, alguém me recomendou criar um blog para mostrar alguns pontos de vista sobre tudo aquilo que estavamos conversando, não sei se faço o perfil “blogueiro” mas acho que é no mínimo um excelente desafio. Pensando nisso, está aqui meu humilde blog (hehehe), justamente para discutir sobre tecnologia, desenvolvimento de software e tudo aquilo que tem a ver com isso.

[Evandro Flores] Finalmente meu blog…

Saturday, January 26th, 2008

Numa conversa de bar, depois de algumas discussões filosóficas, alguém me recomendou criar um blog para mostrar alguns pontos de vista sobre tudo aquilo que estavamos conversando, não sei se faço o perfil “blogueiro” mas acho que é no mínimo um excelente desafio. Pensando nisso, está aqui meu humilde blog (hehehe), justamente para discutir sobre tecnologia, desenvolvimento de software e tudo aquilo que tem a ver com isso.

[Bruno Mentges de Carvalho] Negativismo produtivo

Wednesday, January 2nd, 2008

Quando era criança e queria algo, lá pelos meus bons 3 aninhos de idade, eu abria o berro. Chorava, batia pé, derrubava coisas, reclamava até encher o saco de todo mundo e conseguir o que queria. Tudo aquilo que fazia parte das minhas vontades e que não era atendida, era motivo de reclamação e choro, ensurdecedor. Parece que naturalmente, quando criança, aprendemos a perturbar pra conseguir o que queremos.Ao ficar um pouco mais velho, aprendi a fina arte do negativismo. Ao invés de chorar, dava mil opiniões negativas das coisas que não queria fazer, e olhava de cara feia para aquele presente de natal (meias e cuecas) que com certeza alguém com 9 anos de idade não gostaria de ganhar.

Na adolescencia o caos toma conta. Tudo é ruim exceto as suas opiniões, a família já não parece tão perfeita como parecia, e as máscaras caem. Se algo não sai como quer, já viu né… estresse total. Aos pais que passam por essa fase: parabéns.

O ponto que quero chegar é: Aprendemos desde cedo a ser negativos e criticar tudo e todos. Algumas pessoas amadurecem e deixam essa característica de lado, apreciando mais a vida. Outras continuam sendo negativas com tudo e todos.

Só que isso pode ser muito produtivo. Talvez muito mais produtivo do que qualquer opinião positiva. Um exemplo disso está nos comentários do meu post sobre o novo player do Globo Vídeos.

Segue alguns trechos dos comentários abaixo:

“Parabens!!!!(ironico) Com esta mudanca eu nao posso mais assistir os meus videos em tela cheia. Um passo para tras de vcs. Vcs deveriam ter deixado as duas opcoes e agora como faco para assistir meus videos em tela cheia ? … p.s: estou indignado” - Cristiano P. de Carvalho

“Eu sou assinate da Globo Vídeos e fiquei extremamente insatisfeito com essa mudança … Além de o serviço do Globo Vídeos estar lento ao extremo algum ‘gênio’ retirou a opção de ‘tela cheia’ …” - Douglas SVH

Eu particularmente gosto de críticas pois demonstram duas coisas: 1. A pessoa realmente se importa com o que está falando. 2. Faz com que eu me aproxime das reais necessidades dos usuários só com o fato de ouvir essas críticas.

Eu não estou falando que devemos criticar tudo e aceitar todo tipo de crítica, ainda mais as infundadas. Porém, é importante ouvi-las e avaliar se o que a pessoa está dizendo tem valor.

O mau hábito está em criticar sem conhecer. Obviamente a funcionalidade ‘tela cheia’, que foi o motivo dessas reclamações, está nos planos e deve ser lançada em breve. Haviam vários motivos técnicos e de negócio para que essa mudança ocorresse e nós demos um duro danado para fazer ela acontecer e ficar disponível com o mínimo aceitável de funcionalidades.

Minha dica é: Se você tem alguma crítica sobre algo, primeiro verifique se a crítica não pode ser dada em forma de sugestão. Sugerir algo é muito melhor que criticar, e você faz amigos. Uma pessoa que sempre critica as coisas geralmente é evitada.

E cá entre nós, para um mês de desenvolvimento, fizemos um puta de um belo trabalho ;)